Aquele clássico do cinema

A minha aproximação com os longa-metragens vai se dando aos poucos, com um esforço muito gostoso. Nunca fui fã de nenhuma saga, telespectadora dos canais de filmes, nem frequentadora assídua das salas de cinema. Isso explica quando eu te responder “nunca assisti” se você me perguntar daquele clássico. A curiosidade e paixão por esse universo é recente e começou depois que cheguei de cabeça no teatro.

Tô em processo de construção com meu repertório cinematográfico, e encantada com isso. Confesso que ainda tenho que me esforçar pra ver alguns clássicos (e tenho uma lista que parece infinita). O preto-e-branco me dá dor de cabeça e me cansa um pouco, mas vou indo, aos poucos, porque vale realmente a pena. Cada um é uma aula.

É incrível ver como filmes de quase 100 anos atrás são ainda tão atuais, e como a criação no geral, de roteiro a direção, são impressionantes. Acabei de ver dois para minha próxima montagem em novembro, por isso resolvi escrever. São eles:

Metropolis (Fritz Lang)

Capturar

Persona (Ingmar Bergman)

WhatsApp-Image-2017-09-27-at-23.40

Dica pra quem tá afim de classicão! Tem os dois no youtube. 😉
Aproveito pra dizer que aceito indicação de filmes aqui nos comentários. ↓
Clássicos ou não!

Esse post foi publicado em Arte, Blog e marcado . Guardar link permanente.

2 respostas para Aquele clássico do cinema

  1. Já assistiu Forrest Gump? É com o Tom Hanks, ele “se mete” por acaso em nos maiores episódios da história dos EUA nos anos 60…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s