Um aprendizado aos 11

Quando eu tinha uns 11 anos, tomava um remédio todos os dias na hora do intervalo da escola. Como de costume, voltei pra sala de aula um pouco antes do fim do recreio pra pegar o meu remédio. Chegando na porta, tinha alguns meninos impedindo a entrada, que eu me lembre, eram uns três, com o dobro do meu tamanho na época. Educadamente, pedi que eles me dessem licença. Do jeito que eles estavam, continuaram. Pedi de novo e mais uma vez. Com o pavio curto de uma pré-adolescente rebelde, eu disse que se eles não me deixassem entrar, eu ia ter que empurrar. Como não sou de falar e não fazer, assim o fiz. Fui com toda minha força. Devido à algum problema de percurso, fui com a mão direto no vidro da porta que quebrou. Muito sangue e a escola inteira me olhando.

Resultado: uma cicatriz na mão direita pra me lembrar que sempre que empurramos alguém com a intenção de derrubar, por qualquer que seja o motivo, é a gente que se machuca.

Esse post foi publicado em Blog. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Um aprendizado aos 11

  1. Hyago Nani de Almeida disse:

    Gostei ashsushu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s